O imposto deste ano é o columnarium, que pode ser traduzido como Imposto sobre Colunas. Além deste, lá na Roma antiga, ainda existiam o Imposto sobre Janelas (vectival sericum) e Portas (ostiarium), todos eles indicando a capacidade contributiva de seus proprietários. De fato, quanto mais colunas, portas e janelas, maior a riqueza do seu proprietário, conforme melhor explicado no texto do cartão

Atualmente os impostos são complexos, incidindo sobre as variadas operações do mercado financeiro, importações via internet e até causando grande polêmica em torno da tributação do produto de impressoras 3D. A renda ultrapassou fronteiras, levando os países a celebrar tratados internacionais para evitar a dupla tributação. Mas nem sempre foi assim, caro leitor. Na Roma antiga eram bem mais simples, como o Imposto sobre Colunas, o columnarium, de modo que quanto mais colunas, mais alta a carga tributária. Era um imposto bastante justo, pois a quantidade de colunas numa residência indicava a riqueza de seu proprietário. Embora singelo, tal imposto já revelava a preocupação com a capacidade contributiva do contribuinte, hoje prestigiada pelo artigo 145 da nossa Constituição da República. O arrogante romano que ilustra este cartão de natal certamente pagava mais imposto do que aquele romano pobre, que morava numa velha casa sem portentosas colunas. Muito justo. A B&M, com mais este cartão de natal, demonstra total integração à sua principal área de atuação, a tributária


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.