Os contribuintes já podem consultar o extrato de processamento das declarações do Imposto de Renda deste ano. Nele é possível saber se a declaração tem pendências (e, portanto, está na malha fina) ou se os dados informados estão de acordo com os armazenados nos computadores da Receita Federal.

O contribuinte que identificar no extrato algum erro deve fazer a retificação para sair da malha fina. Quem enviar nova declaração com as informações corretas fica automaticamente com a declaração liberada da malha. Assim, receberá mais rapidamente a restituição (caso tenha esse direito).

No ano passado, após o fim do processamento dos lotes de restituição, em dezembro, ainda constavam nos sistemas da Receita 617.695 declarações retidas na malha fina. Em muitos desses casos, o próprio contribuinte poderia ter regularizado a pendência, o que evitaria essa situação. 

Para ter acesso ao extrato do processamento da declaração, o contribuinte deve acessar página do e-CAC  (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte)

Uma vez no e-CAC, o contribuinte, além de verificar as pendências, poderá autorizar que um dispositivo móvel (celular ou tablet) obtenha informações e acompanhe o processamento de sua declaração.

Assim, sempre que sua declaração for recepcionada, retificada, entrar ou sair da malha fina ou tiver crédito de restituição enviado para o banco, o dispositivo móvel cadastrado será avisado. Para isso, além do cadastramento no e-CAC, é necessário instalar e ativar o serviço no APP IRPF.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>