Os contribuintes que fizerem gastos com móveis planejados e embutidos pagarão menos IR sobre ganho de capital (15%) na hora de vender o imóvel onde eles estiveram instalados.

Uma solução de consulta divulgada nesta segunda-feira (10/11) pela Coordenação-Geral de Tributação, órgão da Receita Federal, esclarece que podem integrar o custo de aquisição do imóvel, para fins de apuração de ganho de capital por ocasião de sua alienação (venda ou doação), os gastos com móveis planejados e embutidos, desde que se integrem fisicamente ao imóvel, sendo projetados especificamente para determinado espaço, sua instalação se dê de modo permanente e resultem na valorização do imóvel.

A Receita diz que é necessário também que esses gastos sejam comprovados com documentação idônea e estejam discriminados na declaração de ajuste anual do IR do contribuinte.


Tagged with:
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>