A Receita Federal esclareceu que, para fins do Imposto de Renda, se uma empresa deixar de efetuar a depreciação de um bem depreciável do ativo imobilizado em determinado exercício, não poderá fazê-lo acumuladamente fora do exercício em que ocorreu o uso desse bem.

 Da mesma forma, os valores não apropriados não poderão ser recuperados posteriormente através da utilização de taxas superiores às máximas permitidas.

 Assim, para fins de dedução na apuração do lucro real, a lei não prevê a possibilidade de realizar aquela depreciação, relativa a períodos de apuração passados, no resultado de um período futuro dessa mesma empresa.

 Os esclarecimentos da Receita foram dados pela Solução de Consulta nº 176, da Coordenação-Geral de Tributação, publicada no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira, 16 de julho.


Tagged with:
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.